Dicas

Vai Construir ou reformar? Confira algumas dicas.

Forro de gesso é uma ótima solução de forro para cobertura de telhas ou similares. Com o forro você pode embutir luminárias, caixas de som, sistemas de ar condicionado, coifas, enfim, tudo que não quer que fique à mostra, além de esconder imperfeições na laje.

Ambientes pequenos pedem molduras de gesso com formatos mais retos, de preferência aplique em 90 graus e não muito pequeno, como se pensa ser o certo. Molduras pequenas chamam mais atenção para o tamanho do ambiente, quando esse já tem uma área reduzida.

Em ambiente grande, devem ser utilizadas molduras largas e de preferências as que fazem teto e parede, para dar um ar mais aconchegante ao ambiente.

A iluminação do ambiente é super importante. Quando a altura do teto não é muita, o ideal seria utilizar iluminação indireta com sancas e rasgo de luz ou spots com luz fluorescente, que tenham vidros jateados, assim o foco da luz sofre uma barreira, sem perder a luminosidade.

Embaixo de escadas, geralmente “sobra” um vão, que pode ser aproveitado com uma parede de gesso para nichos decorativos, fazendo o fechamento desse vão e deixando o espaço de dentro para ser utilizado como guarda-volumes, ou mesmo uma adega, já que a parede de gesso é um isolante térmico natural.

Divisórias de gesso possuem isolamento termo acústico natural, tem boa tolerância ao fogo, não necessita de reboque ou acabamento similar, pedindo apenas uma pintura. Aparentemente não dá para reconhecer que o material é gesso. A parede fica perfeita!

Móveis de gesso são belíssimos e tem um custo bem inferior à madeira, por exemplo. Podem ser pintados com coberturas comuns ou ainda com trabalhos do tipo marmorização, pátina, textura, etc. Você pode variar o acabamento simplesmente mudando a cobertura do móvel. Estantes, roupeiros, bases para sofá, bases para mesa, bases para colchão (cama), rack e etc.